Plenárias

SESSÃO PLENÁRIA I – LEARNING IN LANDSCAPE OF PRACTICE

 

Etienne Wenger | Social Learning Strategies

Etienne Wenger é um líder mundialmente conhecido no domínio das teorias sociais da aprendizagem e comunidades de prática e na sua aplicação às organizações. Autor de numerosas obras, incluindo Situated Learning publicado em 1991 em que estabeleceu o conceito de comunidade de prática, e mais recentemente Communities of Practice: learning, meaning, and identity e Digital Habitats em que estabelece articulações claras entre a aprendizagem, as comunidades de prática e as tecnologias. Desenvolve atividade de consultoria numa variedade de organizações em todo o mundo e é professor convidado nas universidades de Manchester e Aalborg. Foi recentemente galardoado com o título de doutor honoris causa pela universidade de Brighton.

SESSÃO PLENÁRIA II – APRENDIZAGEM ON-LINE E QUALIDADE NO ENSINO SUPERIOR

 

Albert Sangrá | Universitat Oberta de Catalunya

Albert Sangrà é Professor na Universitat Oberta de Catalunya em Espanha, diretor do centro de investigação para o e-learning eLearn e coordenador dos programas de Mestrado daquela universidade. É consultor e formador em diversos projetos europeus, americanos e asiáticos e professor convidado da Korean National Open University. É membro da direção da European Foundation for Quality in E-Learning (EFQUEL) e foi membro do conselho consultivo da Universidade Aberta. É autor de diversas obras nomeadamente do livro Managing Technology in Higher Education: Strategies for Transforming Teaching and Learning.

SESSÃO PLENÁRIA III – SETE ANOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MULTIMÉDIA EM EDUCAÇÃO NA UNIVERSIDADE DE AVEIRO (2005 A 2012): PERSPETIVAS DE FUTURO

 

António Moreira | Universidade de Aveiro

António Moreira é Professor Associado na Universidade de Aveiro, doutorado em Didática de Línguas e Diretor do Departamento de Educação daquela Universidade de Aveiro. Coordena o Laboratório de Conteúdos Digitais e o Centro de Competência TIC da UA e é o editor da revista online Indagatio Didática. É autor de numerosas obras e destaca-se pela sua intervenção no domínio das tecnologias, multimédia e educação.

SESSÃO PLENÁRIA IV – LEARNING THE UNLEARNABLE: TEACHING THE UNTEACHABLE

 

Richard Noss | Knowledge Lab, Institute of Education, University of London

Consider this: a teacher uses an interactive whiteboard to show a class how to do long division. She pauses only to reprimand a child who asks why he needs to learn this, as he has just worked out the answer on his phone.

Maybe there are good reasons for learning long division, but they aren’t the same ones that I grew up with. Technology in education can’ just be about changing methods of communicating knowledge – whether via an interactive whiteboard, a wireless netbook or a smartphone being illicitly used at the back of a class. It should also be about changing knowledge itself. What do we need to learn? How might technologies make it possible for more people to learn more things? Yet researchers, schools and policy-makers have tended to concentrate on how technology can enhance teaching without considering whether and how it should change the nature of what is taught. In this talk, I will consider how digital technologies can fundamentally alter concepts and practices, and how – with careful design – more people can gain access to them.

Richard Noss é Professor no Instituto de educação da Universidade de Londres, diretor do London Knowledge Lab daquela universidade e coordenador do Teaching and Learning Research Programme. É atuaklmente diretor do Technology Enhanced Learning Research Programme do Reino Unido. Dirigiu 20 projetos de investigação relacionados com a aprendizagem com as tecnologias, matemática e aprendizagem ao longo da vida. Foi editor do International Journal of Computers for Mathematical Learning e autor de numerosas obras relacionadas com o uso das tecnologias na educação.